Tecnologia | Seis upgrades para melhorar o desempenho do notebook

Tecnologia | Seis upgrades para melhorar o desempenho do notebook

04/18/2020 0 Por Fala Geek

Fazer upgrade no notebook pode ser mais difícil, mas há componentes que podem ser trocados para melhorar o desempenho do computador. Um exemplo é a substituição de HDs tradicionais por SSDs, algo simples e que pode fazer a diferença no dia a dia. Além disso, o usuário também pode realizar mudanças como instalar uma unidade de armazenamento no lugar do leitor óptico, aumentar a quantidade de memória RAM ou até utilizar um adaptador de rede mais recente. Confira a seguir seis upgrades para melhorar o seu notebook.

É importante ressaltar que algumas mudanças não podem ser realizadas em qualquer notebook: alguns modelos trazem portas de fácil acesso para upgrades. Além disso, usuários menos experientes podem ter dificuldades no processo, sendo necessário contar com a ajuda de algum profissional. Portanto, se você não estiver seguro para mexer no hardware, não insista, e procure alguém que entenda do assunto em um melhor momento.

Outro ponto importante a se observar é a garantia, já que é necessário abrir a máquina para algumas trocas. Caso o seu laptop esteja dentro do período de cobertura, vale mais a pena esperar. Mas, se o equipamento estiver com algum problema, procure o atendimento autorizado da fabricante.

1. Memória RAM

Porta de acesso RAM Acer Aspire facilita o processo de instalação — Foto: Divulgação/Acer

Porta de acesso RAM Acer Aspire facilita o processo de instalação — Foto: Divulgação/Acer

Adicionar mais RAM é umas das medidas iniciais para ter um melhor desempenho no notebook, sobretudo em produtos com apenas 4 GB disponíveis. Antes de comprar uma nova unidade de memória, é importante descobrir quantos espaços o computador oferece e qual o valor máximo e os tipos de RAM suportados pela máquina. Essas informações devem estar disponíveis no manual do produto ou no site da fabricante.

Alguns laptops contam apenas com um espaço para adicionar memória, enquanto o restante é soldado à placa. Caso você já tenha todos os slots ocupados, vale verificar se é possível substituir os módeulos instalados por opções melhores. Um modelo com 8 GB, padrão DDR4, mais atual, e clock de 2.666 MHz, por exemplo, pode ser encontrado por cerca de R$ 250.

2. SSD ao invés de HD

Os SSDs, que inicialmente tinham um preço muito maior em relação aos HDs tradicionais, estão cada vez mais acessíveis no mercado. Mesmo que produtos com maior capacidade continuem mais caros, já é possível encontrar opções de até 480 GB por valores acessíveis. Um componente de 240 GB, por exemplo, fica disponível por cerca de R$ 220 no varejo nacional.

Vale ressaltar que essa troca deve trazer uma melhora de performance instantânea, já que a inicialização do sistema operacional e a abertura de programas ficarão mais rápidas. Além disso, muitos notebooks trazem uma tampa de acesso na parte inferior que permite uma troca mais simples. Outro ponto importante é que, mesmo em modelos que não trazem essa facilidade, até mesmo computadores antigos com suporte ao padrão SATA podem ter um SSD.

Uma dica é verificar se a placa-mãe do laptop tem suporte a dispositivos M.2, já que esse tipo de conexão oferece maior desempenho em relação às portas SATA. Notebooks mais recentes e modernos costumam contar com o padrão, permitindo ao usuário ter mais discos em uma mesma máquina. Um SSD NVMe M.2 de 256 GB, por exemplo, aparece na faixa dos R$ 300.

3. HD ou SSD no lugar do leitor óptico

Outra alternativa interessante para quem quer expandir o armazenamento do notebook é substituir o drive de CD/DVD por um HD ou SSD. Isso é possível por meio dos adaptadores Caddy, que se conectam à porta SATA dos leitores de mídia adaptando um drive de 2.5 mm. Para isso, é necessário que o computador tenha uma unidade do tipo, e o usuário deve abrir mão do uso de CDs e DVDs – algo mais aceitável atualmente.

Antes de comprar um adaptador Caddy, é importante observar o tamanho do drive de disco do laptop, já que existem opções com 9,5 ou 12,7 mm, dependendo da espessura do PC. Ao procurar o dispositivo, uma dica é observar os modelos e séries de notebooks com que cada um é compatível. No geral, componentes desse tipo custam, em média, R$ 30. Vale ressaltar que essa é uma troca mais específica, e deve ser realizada por alguém que entenda bem do assunto.

4. Placa de rede sem fio

A placa de rede wireless do notebook é mais um componente que pode ser substituído com certa facilidade. Essa troca pode ser interessante para equipamentos com suporte apenas a redes de 2,4 GHz, faixa que costuma ser mais congestionada, já que é utilizada por diversos outros aparelhos eletrônicos e até eletrodomésticos.

Portanto, utilizar uma placa dual-band que trabalhe também com redes de 5 GHz pode ser uma boa ideia, principalmente em casas com banda larga de alta velocidade. De qualquer forma, antes de realizar a troca do componente, é importante observar o modelo exato do notebook e os dados da placa-mãe para descobrir se há suporte ao padrão e qual componente você deve comprar.

A troca da placa deve ser simples, já que em diversos notebooks o acesso também é facilitado por tampas na parte inferior, a exemplo das memórias RAM e das unidades de armazenamento. Depois de remover os pequenos cabos com cuidado, basta retirar o parafuso de fixação para retirar o componente, realizando o processo inverso para concluir a troca. Um produto desse tipo, com suporte a redes dual-band, tem preço médio de R$ 230 no mercado brasileiro.

5. Teclado

Alguns modelos de notebook à venda no Brasil têm teclado no padrão internacional, o que pode ser um problema para quem está acostumado com os formatos ABNT ou ABNT2. Apesar disso, é possível encontrar teclados nos padrões brasileiros para trocar. Para isso, é necessário ter as informações sobre o computador, como modelo e série, já que são peças muito específicas. O preço pode variar, mas, utilizando como referência um teclado para os modelos Inspiron, da Dell, o valor fica em torno de R$ 100. Mais uma vez, a troca deve ser complicada, e usuários menos experientes devem esperar alguém com maior conhecimento do assunto.

6. Tela

As telas dos notebooks também podem ser substituídas para oferecer maior conforto aos usuários. No Brasil, grande parte dos laptops de entrada ainda trazem painéis HD, mas já existem empresas que oferecem displays Full HD compatíveis com diversos modelos populares no mercado nacional. Essa é outra troca que, apesar de não ser tão complicada, requer muito cuidado. Isso porque o cabo flat, que realiza a passagem das informações para a tela, é bastante sensível e, caso seja danificado, vai levar a um custo ainda maior para o reparo. Portanto, é necessário ter um bom conhecimento do assunto para mexer.

Além disso, para comprar um novo display é importante consultar as informações do computador e procurar saber a respeito da compatibilidade do display. A linha Aspire 5, da Acer, por exemplo, oferece anotebooks com 15,6 polegadas e resolução HD, de 1366 x 768 pixels, mas há opções compatíveis de tela em Full HD e tecnologia IPS por pouco mais de R$ 300 no mercado brasileiro. Dessa forma, a troca pode ser interessante e garantir maior qualidade de imagem no dia a dia.

HD e SSD SATA têm o mesmo formato e encaixes — Foto: Filipe Garrett/TechTudo