Cinema | 7 fatos sobre Beetlejuice, do Tim Burton, que você provavelmente não sabia

A comédia paranormal de 1988 tornou-se um dos clássicos cult mais amados de Hollywood e definiu o estilo sombrio do cineasta

Após o enorme sucesso de As Grandes Aventuras de Pee-Wee (1985), o icônico Tim Burton recebeu inúmeros scripts que não o atraíram – especialmente pela falta de originalidade.

No entanto, tudo mudou quando ele leu Beetlejuice (1988) pela primeira vez. A comédia paranormal de Burton é um dos clássicos cult mais amados de Hollywood e definiu o estilo gótico do cineasta.

Confira, abaixo, 7 fatos sobre Beetlejuice que você provavelmente não sabia (via ScreenRant):


7. Sammy Davis Jr. foi a primeira escolha de Tim Burton para o papel de Beetlejuice

Ao assinar o contrato com a equipe de Beetlejuice, Tim Burton queria Sammy Davis Jr. para o papel principal. Infelizmente, os executivos do estúdio vertaram a decisão.

Antes de escolher Michael Keaton, os produtores consideraram Bill Murray, Jack Nicholson, Robin Williams, Jim Carrey, Tim Curry, Christopher Lloyd e Dudley Moore.


6. Beetlejuice era originalmente um filme de terror

Beetlejuice deveria ter sido um filme de terror, até que Tim Burton assumiu o controle e Michael Keaton foi escalado como a estrela principal. No roteiro original – e muito mais sombrio -, Beetlejuice queria abusar sexualmente de Lydia (Winona Ryder), e não se casar com ela.


5. Catherine O’Hara conheceu o marido no set de filmagens

A intérprete de Delia, Catherine O’Hara, e o marido, Bo Welch, se conheceram nos bastidores de Beetlejuice. O próprio Tim Burton encorajou o designer de produção a convidá-la para sair e eles estão juntos até hoje.

A primeira escolha do cineasta para o papel de Delia foi Kirstie Alley, mas os produtores do programa Cheers, no qual ela estrelava, não lhe deram folga. Então, Anjelica Huston foi contratada, mas ficou doente antes das filmagens e não conseguiu produzir. Antes de O’Hara ser escolhida, os produtores ainda consideraram Sigourney Weaver, Linda Hamilton, Laura Dern e Goldie Hawn para o papel.


4. Muitos efeitos visuais foram improvisados ao vivo

Como Beetlejuice tinha um orçamento de médio porte, muitos efeitos visuais foram improvisados ao vivo. Como resultado, Tim Burton se dedicou ao uso de efeitos nojentos e baratos como estética intencional. As cenas espaciais e os vermes foram os únicos efeitos desenvolvidos na pós-produção.


3. Michael Keaton improvisou quase todas as falas

Apesar de interpretar o personagem-título em Beetlejuice, Michael Keaton tem apenas 17 minutos nas telas. Keaton passou apenas duas semanas filmando todas as cenas e disse que foi o melhor papel que ele já interpretou.

O ator improvisou a maioria das falas e ficou entusiasmado quando apareceu de fantasia no set e a equipe cantou: “Juice! Juice! Juice! Juice!”


2. A maioria do elenco recusou o roteiro quando o leu pela primeira vez

Geena Davis foi a única que realmente ficou ansiosa para participar de Beetlejuice. Todos os outros atores – incluindo Michael Keaton, Catherine O’Hara, Winona Ryder e Sylvia Sidney – recusaram o roteiro quando o leram pela primeira vez.


1. Uma sequência está sendo discutida há muito tempo

Desde que Beetlejuice se tornou um sucesso de bilheteria, a Warner vem tentando decolar uma sequência. Michael Keaton revelou publicamente que está ansioso, mas Tim Burton não parece interessado.

De acordo com o USA Today, as notícias sobre o futuro da franquia não são das melhores e “o projeto não está em desenvolvimento ativo.”